sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Ide em paz, que o Senhor vos acompanhe

Até um ano atrás eu não compreendia bem o que significava 'paz' e porque as pessoas desejam tanto isso umas para as outras em aniversários e coisas do gênero. O termo para mim sempre pareceu significar o antônimo de guerra, e como nunca vivi em tempos de guerra...(daquela guerra mundial).
Bem, paz não era uma coisa que eu incluía nos meus votos de felicidade, até porque eu jungava ser paz um estado de que tudo está perfeito, e nunca gostei muito da perfeição...porque quando está perfeito, não há nada para se aprender.
Só que, se tem uma palavra que define meu estado de espírito no momento, essa palavra é Paz. Aliás, tenho experimentado sensações ótimas, tais como amor ao próximo muito forte. Sabe aquela música de reggae: "que podia ser mais feliz vendo o outro ser feliz"? Sempre me tocou. Parece loucura atravessar a rua para doar o casaco que se está usando para um mendigo que te deu bom dia no dia anterior? Me parece belo...
Por falar em beleza, ela realmente contagia. Acho clichê quando alguém vira para mim e diz que a beleza que importa é a interior, que beleza não se põe na mesa e outras coisas do gênero. Mas beleza me enche mesmo. Acho belos os meus amigos, não porque sejam meus amigos, mas porque eles são, realmente, bonitos. Acho beleza no riso de todo dia, acho beleza até em certos pecados - quando eles são, digamos, honestos. Acho beleza na possibilidade de futuro, no chão incerto e na música. Encontro uma música para cada situação. E paz, nesse contexto, vem para mim como tranquilidade apesar de qualquer controvérsia. As coisas parecem muito mais 'suaves', como já diriam dois queridos amigos, quando não se tem tanta preocupação.
E disse Jesus aos apóstolos: "Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz."

Dai-nos, segundo vosso desejo, a paz e a unidade


Namasté

Um comentário:

LauraBow disse...

:)
é da transição e da entrada numa nova era, numa era dourada :)

todos estão a sentir, ou quase todos ;)